Novidades

“Quando saímos ele falou: me senti dentro do palco”

Hoje levei meu irmão e meu sobrinho, Dedé – 4 anos – para assistir a É PROIBIDO MIAR, me emocionei de sentir meu irmão que é cego tão feliz. (…) Todas as vezes que levei Cláudio, meu irmão ao teatro ou cinema eu tinha de uma forma tosca que sussurar ao seu seu ouvido o que acontecia na palco ou na tela. Hoje ele foi envolvido pelo espetáculo, parecia uma criança como o filho dele. Quando saímos ele falou: me senti dentro do palco.

Cecília Quaresma